Paella Primavera

Paella é um dos meus pratos favoritos, achava que era particularmente por conta dos frutos do mar. Mas após comer esta Paella vegana, descobri que era muito mais por conta do arroz de açafrão que eu adoro paella.

Esta receita é uma leve adaptação da Paella Primavera no site Vegetarian Times. Ela é excelente não apenas para veganos e vegetarianos, mas também para onívoros que não querem gastar rios de dinheiro com frutos do mar e ter aquele maravilhoso momento paella.

20130203_180153

Ela foi testada por alguns amigos queridos este domingo e ficou deliciosa!
Ingredientes:

  • 2 colheres e meia de chá de azeite de oliva.
  • 1 pimentão vermelho cortado em cubinhos (mais ou menos uma xícara)
  • 6 cebolinhas cortadas (uma xícara)
  • 3 xícaras de caldo de legumes com sódio reduzido. (dependendo do tipo de arroz, essa quantidade deverá ser aumentada).
  • 3 dentes de alho picadinhos.
  • 1 colher de chá de tiras de açafrão (na falta, vai aquela do supermercado mesmo que, na verdade, não é bem açafrão)
  • 3 xícaras de brócolis.
  • 1 xícara de arroz, de preferência o tipo Valencia que não usamos -_-“ Tivemos que usar o comum mesmo e portanto, mais água.
  • 1 xicara de cogumelos frescos cortados.
  • 1 xícara de tomates cereja cortados ao meio.
  • 1 xícara de azeitonas verdes cortadas
  • 1 xícara de azeitonas pretas cortadas.
  • Coentro ou salsinha fresca. Ou os dois, por que não?

Preparo:

– Esquente o azeite em uma panela antiaderente em fogo médio. Coloque o pimentão e as cebolinhas mexendo por 5 minutos mais ou menos. Coloque o brócolis e os cogumelos e mexa um pouco.
– Coloque o caldo, o alho e o açafrão. Espere ferver. Coloque o arroz aos poucos e diminua o fogo. Tampe e deixe 10 minutos ou até o caldo secar.
– Coloque os tomates, as azeitonas e um pouco de azeite. Caso precise, coloque mais um pouco de água. Misture bem. Deixe mais um pouquinho até toda a água secar.
– Apague o fogo e deixe descansar um pouco. Coloque o coentro/salsinha. Adicione pimenta e sal a gosto caso queira. Nós não colocamos.
A receita original fala sobre servir com limões. Vou fazer isso da próxima vez!

Anúncios

Panquecas de Banana

Sabe aquelas bananas maduras na geladeira pedindo clemência? Tinha duas dessas na minha e não sabia o que fazer com elas. Até que lembrei das “Banana Pancakes”, panquecas feitas de banana que via muito nos EUA e achei que podia ser uma boa. Adoro panquecas, são rápidas e práticas e tem aquele sabor de “comida conforto”.

Procurei receitas na internet e acabei misturando várias delas e saiu esta que passo para vocês.

Ingredientes:

  • 2 bananas grandes muito maduras (usei a prata)
  • 1 copo de farinha
  • 2 colheres de chá de fermento em pó
  • 1/2 colher de chá de sal
  • uma pitada de canela
  • 1 copo de leite
  • 2 ovos
  • um fio de óleo

opcional: 1/2 colher de chá de açúcar ou adoçante de cozinha. Confesso que não usei e acho que não precisa.

Misture primeiro os ingredientes secos em uma vasilha. Amasse as bananas muito bem. Junte os ingredientes secos às bananas amassadas e aos outros ingredientes. Misture muito bem. Várias receitas encontradas não recomendam o uso de batedeira ou liquidificador. Pessoalmente achei bem fácil de misturar.

Unte uma frigideira pequena e coloque parte da mistura. Vire quando estiver firme e cozinhe do outro lado. Repita para as outras panquecas. Dá cerca de quatro panquecas fofinhas.

Podem servi-las assim, ou com pedaços de banana em cima e mel. Eu, no entanto, comi com requeijão e achei divino! Bom, cada um invente a sua moda ^_^

Bom apetite!

Ano novo, Blog renovado!

Pois, em abril havia prometido a vocês que o blog voltaria, mas não voltou. >_< Mil desculpas mesmo por isso. Mas o ano de 2011 começou e é um ano novo para o Viagem Culinária. Vou postando as receitas prometidas aos poucos, mas também algumas que foram pedidas por amigos e colegas.

Bom 2011 e Bom apetite! ^_^

Voltando aos trabalhos!

Pois é, devo realmente desculpas a todos vocês. Já são mais de seis meses sem posts! Acreditem, foram tempos loucos. Mas vamos voltar ao trabalho!

Aguardem as próximas receitas:

  • Quiche de bertalha, cenoura e brócolis
  • Abobrinha em conserva
  • Vagem, cenoura e gengibre para o bentô nosso de cada dia
  • Brócolis em conserva

Amanhã uma amigo e eu vamos fazer nosso próprio kimchi caseiro pela primeira vez! Dando certo coloco a receita aqui!

É bom estar de volta! ^^

Jangjorim

(Parte do Obentô #2)

Achei muito difícil definir o que é jangjorim (장조림 ) que é um banchan com carne, ovos, alho e pimenta não-picante muito gostoso, fácil de fazer e prático. Esse eu já conhecia de longa data e fiquei muito contente de poder aprender a fazer pelo site da Maangchi. No entanto, tive que fazer duas modificações importantes:

  1. Retirei a alga, que o tipo pedido não encontrei. É uma alga que em japonês se chama kombu ou dashima não é difícil encontrar por aqui, mas não é das coisas mais baratas, pelo menos eu não acho. Enfim, não coloquei, mas da próxima vez quero tentar com.

  2. Não encontrei a pimenta verde de que ela fala, que é uma pimenta não-picante. Então troquei pela pimenta cambuci que achei no Hortifruti que não era cara e o resultado foi muito bom.

O vídeo de Maangchi (http://www.maangchi.com/recipe/jangjorim) é muito bom e explicativo. O que vou colocar aqui é uma mistura de como eu fiz e de como ela explica:

  • 450g de carne bovina (maminha ou alcatra)

  • ¾ xícaras de molho de soja (prefira o com pouco sódio)

  • ½ xícara de dentes de alho inteiros descascados

  • 2 xícaras de pimentas cambuci

  • 1 colher de sopa de mel

  • 4 xícaras de água

  • 4 ovos*

*ela colocou 3, mas eu fiz logo 4 ^_^ Adoro ovos.


Corte a carne na forma de pequenos tijolos, assim:

carne

Coloque de molho na água fria para sair o sangue. Enquanto isso, ferva as 4 xícaras de água e corte as pimentas em quatro parte e lave-as em água. Lave também os ovos e reserve estes ingredientes. Retire os pedaços de carne da água e coloque-os na panela de água fervente. Ferva-os por cerca de 50 minutos ou até ficarem macios. Desligue o fogo e coloque filtros de café em uma peneira com uma vasilha ou panela em baixo a vim de pegar o caldo da carne e para que ele fique bem claro. Retire a água da carne através do filtro e reserve o caldo. Coloque os pedaços de carne em uma panela e adicione o molho de soja, os dentes de alho, as pimentas, o mel e 2 xícaras do caldo da carne que passamos pelo filtro. Misture e ponha os ovos inteiros por cima da mistura. Ferva por 7 minutos em fogo médio/alto.

Abra a panela e role os ovos para que a gema fique no meio dele. Cozinhe por mais 10 minutos. Retire os ovos e bata levemente a casca na tábua de madeira ou até na pia a fim de fazer algumas rachaduras nela. Devolva os ovos para a panela e cubra-os com o caldo. Cozinhe mais 15 minutos e desligue o fogo. Descasque os ovos e eles vão ficar assim (esta foto é minha mesmo):

Os ovos do jangjorim que eu fiz

Os ovos do jangjorim que eu fiz

Deixe esfriar e coloque em algum refratário com tampa que feche bem e guarde na geladeira. Fica bom por mais de 10 dias. É ótimo para o bentô ou para comer com arroz. As pimentas e o alho da mistura também são deliciosos. Esta é a foto do jangjorim que Maangchi fez, ela colocou umas pimentas vermelhas para decorar e foi exatamente deste jeito que vi este prato na Coréia:

do site de Maangchi

do site de Maangchi

Abraços a todos!! ^_^

Kongjang: grãos de soja adocicados.

(Parte do Obentô #2)

Kongjang ou kongjorim (콩장, 콩조림 ) é um banchan feito de grãos de soja. “Grãos de soja adocicados” é uma super livre interpretação minha. Achei bem fácil de fazer e, apesar de levar açúcar – o que, para mim, é um ponto down dessa receita – foi uma boa adição ao meu bentô, perdi um pouco a vontade de algo doce. É grudentinho, docinho e meio salgado (como é possível?)… enfim, é ótimo.

Grãos de soja são bem mais fáceis de achar do que imaginava, mas achei facilmente no Hortifruti por dois reais e pouco o pacote que dura bastante.

  • 1 xícara de grãos de soja

  • ½ xícara de molho de soja

  • 1 colher de chá de óleo vegetal

  • 2 dentes de alho picados

  • ¼ xícara de açúcar*

  • 1 colher de sopa de sementes de gergelim branco

*a receita da Maangchi fala ½ xícara, mas achei muito e cortei um pouco. O resultado foi muito bom.

Lave os grãos e soja, retire os grãos ruins e coloque em uma travessa. Cubra com água fria e deixe de molho por 8 horas.

Após esse tempo, ferva os grãos no fogo alto por 5 minutos. Abra a tampa, mexa, coloque no fogo médio e continue a cozinhar por mais 5 minutos com a tampa semi-tampada. Adicione o molho de soja, o óleo vegetal, o alho e o açúcar e cozinhe por mais 30 minutos no fogo médio com a panela tampada. Destampe a panela, aumente o fogo para alto e comece a misturar bem para que os grãos fiquem bem brilhantes e todos cobertos com o molho. Desligue o fogo e coloque as sementes de gergelim. Espere esfriar antes de guardar. ^_^

Os kongjang feitos pela Maangchi

Os kongjang feitos pela Maangchi

P.S.: Depois descobri que Kongjang não é necessariamente feito com grãos de soja, mas também com um tipo de feijões pretos um pouco diferentes dos nossos.

Receita de Maangchi: http://www.maangchi.com/recipe/kongjang-kongjorim

Banchan: os acompanhamentos da culinária coreana

Um dos pontos mais distintos da cozinha coreana, é a grande quantidade e variedade de banchan (반찬, também transliterados como panch’an). Os banchan são os acompanhamentos, traduzidos em inglês como side dishes, para algum prato principal ou para o arroz. Em vários tipos de refeições se vê dezenas de potinhos de banchan em torno da mesa e muitos restaurantes na Coréia os servem de graça aos clientes junto com o prato escolhido. O mais famoso dos banchan é com certeza o maravilhoso kimchi, sempre presente e um símbolo da culinária coreana no exterior – e uma das minhas coisas favoritas no mundo.

Milhares de Banchan em uma refeição

Milhares de Banchan em uma refeição

Estou aprendendo diversos tipos de banchan agora, não apenas porque eu era apaixonada – ainda sou! – por vários deles, mas também porque são boas adições ao bentô. Alguns deles, também, podem ficar na geladeira por muitos dias, aumentando a praticidade. Nos próximos posts vou ensinar três banchan que aprendi no site da Maangchi: Kongjang, jangjorim e picles de brócolis. Espero que gostem ^_^